terça-feira, 4 de agosto de 2009

Vizinho

Uma construtora está vendendo apartamentos em um prédio no Brooklin idealizado para estimular a confraternização dos vizinhos.
A matéria foi publicada na “Veja São Paulo” faz uns 15 dias.
Entre outros “facilitadores para convivência” há logo na portaria um mapa com a caricatura de cada morador e a descrição das características pessoais mais marcantes de cada um deles.
Sociável, introvertido, corintiano, gosta de tomar sol na piscina, usa pé de pato, ouve música clássica, tem mau hálito, etc.
Além disso, cada apartamento dispõe de um equipamento luminoso semelhante a um semáforo. De casa é possível acionar um painel que fica no térreo com luzes verde, amarela e vermelha. As cores variam de acordo com o estado de humor e a vontade de interagir com a comunidade local.
Verde, tudo bem. Venham até minha casa.
Vermelho, não passe aqui nem de elevador.
É um conceito interessante, especialmente para pessoas mais velhas que moram sozinhas. Mas, é impossível não imaginar como deve ser chato.
Certamente há um morador que vive feliz, de bom humor. Luz sempre verdinha.
É ele quem vai querer bater papo no elevador às 6h30 da manhã enquanto você só pensa em dormir mais 5 minutinhos dentro do carro na garagem.
É ele quem se oferece em plena terça-feira para organizar um churrasco no sábado durante o jogo do São Paulo(credo!) enquanto você só pensa em chegar em casa e comer o resto de arroz com feijão que sobrou do almoço.
Vizinho, salvo raríssimas exceções, causa problema.
Tinha uma no meu prédio que passava o dia na janela esperando uma criança pisar na grama. Se pisasse, ligava pra mãe descabelando.
Outra, da casa ao lado, furava as bolas que caiam no quintal.
Vinte anos depois ainda deixo meu cachorro fazer xixi no portão dela.
Me sinto vingado quando a vejo lavando a calçada. Quem mandou ser ruim?
No prédio onde moro atualmente tiveram que pregar um aviso no elevador pedindo que parassem de jogar preservativos pela janela!Consta em ata de reunião.
Como seria a caricatura desse rapaz que dispensa a camisinha assim?
Proibida para menores de 18 anos, certamente.
Vizinho é isso. Vizinho é assim.
E a sua luzinha? Está verde, amarela ou vermelha?

6 comentários:

  1. Quando era moleque, na casa dos meus pais, a luz sempre estava verde. Fui crescendo, e na adolescência se tornou amarela. Agora, tanto aqui em casa, quanto lá, ficam vermelhas. Sinais do tempo.

    ResponderExcluir
  2. Rafael, sem comentários quanto à postura do empreendimento. Não. Não. Não. Nem luz verde, nem amarela. A vermelha, penso eu, é o bom senso. Ainda existe isso? Se no convívio, no contato, ainda que ocasional, houver um convite, o bom tom e a boa educação pedem primeiro para avaliar se o convite foi feito por mera educação ou se foi, mesmo, troca de endereços. Moro em casa. E esse procedimento não se aplica na rua. Não temos edifícios aqui. O convívio com os vizinhos é que autoriza (ou não) aceitar (ou não) um convite para entrar. Em alguns casos, o cachorro no portão é a própria luz vermelha. Tenho dito. Um grande abraço, Rafael.

    ResponderExcluir
  3. Luz vermelha ou até mesmo apagada... retiraria a lampada!!! ha ha ha
    Abraço
    ROJÃO

    ResponderExcluir
  4. Luz vermelha, campainha retirada, interfone destruído, isolamento acústico em todas as paredes e janelas e uma armadilha, no melhor estilo dos desenhos do Pica-Pau, com uma espingarda pronta para disparar caso algum abelhudo resolva "futucar" a fechadura para saber se há alguém em casa. Caricatura no hall de entrada? A minha seria parecida com a face de Hittler e, no elevador, faria questão de exalar gases intestinais horrendos para que todos, ao me ver entrar nele, digam:
    não, obrigado! Eu vou no próximo.

    ResponderExcluir
  5. Quando eu era criança, uma vizinha me parava pra conversar todos os dias, quando eu ia comprar pão e leite. Mudei o caminho e passei a dar a volta no quarteirão pelo outro lado. Ela foi procurar minha mãe pra saber o que tinha acontecido porque eu não ia mais para a padaria. Luz vermelha. Mas depois que cresci até achei a mulher legal.
    Haisem Abaki

    ResponderExcluir
  6. E que cor poderia colocar no ap da vizinha, quando esta emite sons proibidos para menores, enquanto você está na sala assistindo um filminho "água com açúcar" ao lado da sua mãe???

    ResponderExcluir